28.7.11

CUF
























A carga institucional que se dava na época,
a um simples anúncio de imprensa, do maior grupo económico
português dos anos 60, era tão surpreendente como a pujança que
as diversas indústrias tinham na altura e o espaço que ocupavam
no desenvolvimento do país.
Pena que grupos económicos destes não abundavam e as condições de trabalho
também não eram as melhores, obrigando-se assim muitos portugueses nesta década a procurarem melhor vida, emigrando, procurando assim trabalho noutros países ou simplesmente para fugirem a uma guerra que achavam não ter nada a ver com eles.

Sem comentários:

Enviar um comentário